23 de Fevereiro de 2018 | SOBRE ESTE BLOG
Quarta-Feira, 14 de Fevereiro de 2018, 13h:30
Tamanho do texto A- A+

Cidade / FIM DA FOLIA

Desfile dos tradicionais blocos marcou o encerramento do carnaval da Orla

Tradição e alegria deram o tom dos desfiles dos sete blocos que pisaram no circuito oficial do carnaval cuiabano
DA SECOM

DAVI VALLE

CARNAVAL

 

Mais de 20 mil foliões foram contagiados pelas cores, criatividade e alegria dos tradicionais blocos carnavalescos da Capital. Os blocos desfilaram na noite desta terça-feira (13), na Orla do Porto, marcando o encerramento das festividades do Carnaval 2018. Com enredos contando importantes histórias da ‘cuiabania’, como a da Comunidade São Gonçalo Beira Rio, seis blocos passaram pela avenida e mostraram que Cuiabá também tem samba no pé.

Este samba se iniciou na avenida pelo bloco convidado União Independente, seguido pelas apresentações oficiais do Vaidade , cantado “Cuiabá Rumo aos 300 anos, Afoxé", com a história da Umbada. Na vez dos  Unidos do Araés, o samba floresceu com o enredo ‘grupo Flor Ribeirinha e  São Gonçalo Beira Rio: uma história de amor, religiosidade e tradição no coração do Brasil.’ O bloco Boca Suja entrou na avenida entoando a musicalidade ‘Quem tem boca vai ao rio’, e Melados trouxe a molecagem para Orla com as alegres notas do ‘Posso ser inocente, debochado e irreverente, afinal sou riso dessa gente’. Fechando o desfile, as alas do   Império de Casa Nova contaram a história de Iemanjá ‘ Odoiá Iara e Iemanjá rainha das águas'.


Para o secretário extraordinário dos 300 anos, Júnior Leite, a grandiosa festa de Carnaval não poderia ser encerrada sem a presença dos tradicionais blocos. Ele destaca que promover transformação sem manter as tradições do povo, que são os precursores neste processo, é jogar fora aqueles que ajudaram a construir a história do marco dos 300 anos.


“Uma noite tradicional, de valorização da cultura local. Uma cidade não se transforma deixando para trás suas raízes, e o nosso prefeito Emanuel Pinheiro vem resgatando muito bem isso dentro de sua gestão. Promover o nosso desvalorizando o pioneirismo, é ingratidão. Diante disso, a festividade carnavalesca só poderia se encerrar com os enredos dessas lindas histórias, envolvendo a biografia desse caloroso e receptivo, que é o cuiabano. Fechamos com chave de ouro, colocando mais uma vez, a Capital como referência no cenário  de grandes eventos. Agradeço aqui, em nome do prefeito, a toda população cuiabana presente nestes cinco dias de folia”, disse Júnior.


Cada bloco desfilou pela avenida por 50 minutos, e foram analisados pela comissão julgadora em sete quesitos. Evolução, empolgação, conjunto, samba enredo, criatividade, comissão de frente (fantasiada) e enredo.  O prêmio total  deste ano é de R$ 180 mil, que será distribuído entre os quatro primeiros colocados, sendo que o primeiro vai levar para casa o valor de R$55 mil.

Este desfile já faz parte de nossas raízes, e colocá-lo entre as principais atrações desse Carnaval é de grande importância para nós, artistas cuiabanos. Buscamos todos os dias o reconhecimento pelo nosso trabalho, e tudo isso aqui, significa dignificar nossa luta. Creio que além de mim, os representantes dos demais grupos, estão gratos pelo empenho prestado á cultura que carregamos no peito: o samba”, pontuou o presidente do bloco Unidos do Araés, Luiz Carlos Ferreira.


Saindo da avenida e olhando em direção das arquibancadas, pudemos avistar uma morena alta, sorridente, cantando e sambado todos os enredos. Essa é a estudante de Direto, Solange Silva, 24 anos. Muito cativante, a estudante, cuiabana de coração, contou de sua paixão pela terrinha do calor e o quanto a ‘folia foi bem organizada’.


“Nasci em Minas Gerias, mas moro aqui há cinco anos. Sou encantada com a cultura local, com o povo hospitaleiro daqui, que muito lembra minha Minas. E o festeja do Carnaval não podia ser diferente, com esse calor humano dos cuiabanos. Além disso, pudemos curtir com muita  alegria e seguranças essas  atrações maravilhosas. Tudo com muita qualidade, o que não deixa Cuiabá ficar devendo em nada para as grandes metrópoles. Vim para estudar e por aqui tenho vontade de ficar”, expôs Solange.


Segurança -
A Polícia Militar não registrou nenhuma ocorrência no último dia de Carnaval na Orla do Porto. “Fazendo um balanço dos cinco dias de folia, o evento mostrou que a população compreendeu o sentido da festa, que é levar o lazer, diversão, entretenimento, através da valorização dos pontos turísticos da Capital, com segurança, onde toda a família possa desfrutar disso. O evento não teve registro de ocorrências de grande relevância. Notamos um bom número de crianças nesses dias de festa. Isso prova que os pais realmente se sentiram seguros aqui dentro. E esse era o objetivo, que as pessoas entendam que é possível promover uma festa de Carnaval, entre outras, com diversão e ao mesmo tempo, responsabilidade,” finalizou Junior Leite.


Apuração das notas  -
A apuração das notas dos sete jurados para a apresentação dos blocos será logo mais, as 16 horas, na Orla, com abertura dos envelopes e divulgação dos campeões 2018.


Saideira da Orla -
Além do desfile, a Prefeitura de Cuiabá contou com os shows da Saideira. Dois trios elétricos movimentaram a Orla, das 14 às 20horas,  desta terça-feira, com apresentações de Anselmo e Rafael, MegaSom, Dj’s Cleyton 7 e Faisão e apresentação da Confraria do Bode do Karuá.


Praça da mandioca -
A terça também foi movimentada na Praça da Mandioca. O tradicional reduto boêmio da Capital recebeu um grande público, que prestigiou o desfile dos bloquinhos, Concurso de fantasias das crianças e desfile do rei momo, matinês e shows de axé, pagode e samba. O evento teve o apoio institucional da Prefeitura de Cuiabá.

(0) Comentário(s)

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

enviar comentário
Confira Também

caldeirão político

Toffoli entrega voto do "foro privilegiado" no próximo mês

Ex-governador vira conselheiro e afirma: não compensa errar

Silval afirma que líder de Taques fez parte de extorsão na gestão

Taques afirma que tentam fazer "briga" entre ele e Pinheiro

VEJA MAIS

Vídeo comentário

Carlos Fávaro é uma confusão política ambulante

VEJA MAIS

ARTIGOS

Hospital Julio Müller

Por: ALFREDO MENEZES

Mudanças sim! Conformismo não!

Por: JUNIOR MACAGNAM

Truco

Por: EDUARDO PÓVOAS
VEJA MAIS

mais lidas

  1. Silval revela que 7 deputados fizeram extorsão por acordo na AL
  2. Silval afirma que líder do governador Taques fez parte de extorsão
  3. Mauro irá filiar-se em março e depois decidir sobre candidatura ao governo
  4. Ex-governador vira conselheiro e afirma: não compensa errar
  5. Ex-governador diz que Emanuel Pinheiro não recebeu dinheiro para irmão

ENQUETE

Se as eleições fossem hoje e Pedro Taques fosse candidato à reeleição, você votaria nele?
PARCIAL