25 de Fevereiro de 2018 | SOBRE ESTE BLOG
Segunda-Feira, 13 de Novembro de 2017, 08h:42
Tamanho do texto A- A+

Cidade / LEGÍTIMA DEFESA

Juiz solta morador de Poconé que foi preso após matar ladrão

O morador, comerciante na cidade, teve a casa invadida sábado (11) pelo assaltante e outro comparsa que fugiu e estavam armados
DENISE SOARES
G1 MT

 

O morador que foi preso ao reagir a um assalto na casa dele e matar um ladrão, no final de semana em Poconé, a 104 km de Cuiabá, foi solto neste domingo (12) após passar por audiência de custódia em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Wagner Wilton do Carmo tem 38 anos e atua como comerciante. Ele atirou no assaltante, que ainda tentou fugir e morreu depois de cair na piscina da casa.

 

Segundo a assessoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), o juiz José Luís Leite Lindote, da comarca de Várzea Grande, concedeu liberdade ao morador. O magistrado não estabeleceu nenhuma medida restritiva ao comerciante.

 

No entanto, ainda de acordo com o TJMT, o morador pode responder pelo crime de assassinado, dependendo do ponto de vista do Ministério Público Estadual (MPE) de Mato Grosso.

 

O caso

Wagner reagiu durante uma tentativa de assalto e matou um ladrão na manhã de sábado (11). Ele ficou preso na delegacia da Polícia Civil. Ao delegado plantonista, ele afirmou que agiu em legítima defesa. O morador contou que estava dormindo e ouviu a mulher gritando, alertando-o sobre o assalto.

 

Inicialmente o morador havia sido conduzido para a delegacia onde daria esclarecimentos sobre o caso. No entanto, o delegado, apesar de reconhecer a legítima defesa, optou por autuar o morador pelo crime de homicídio e encaminhá-lo para audiência de custódia.

 

O assaltante foi identificado como Patrick de Oliveira, de 19 anos. Ele seria morador do Bairro São Mateus, em Várzea Grande, região metropolitana da capital.

 

Os dois homens entraram na casa e foram vistos pela mulher do morador, que já tinha acordado. Eles aproveitaram que o portão da residência estava aberto e invadiram o local. A mulher viu os dois ladrões e gritou alertando o marido sobre o assalto. Conforme a Polícia Civil, o marido estava no quarto, acordou, pegou um revólver calibre 38 e enfrentou um dos assaltantes.

 

O assaltante que estava armado foi baleado no coração, cambaleou por alguns metros e caiu na piscina, no quintal da residência. O outro assaltante, ao ver a reação do morador e depois de ouvir o disparo, fugiu e não foi encontrado pela polícia.

(0) Comentário(s)

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

enviar comentário
Confira Também

caldeirão político

Morre cinegrafista da velha guarda da imprensa local

Prefeita de Sinop se afastará do cargo em março

Arthur Virgílio desiste das prévias e critica Alckmin

Toffoli entrega voto do "foro privilegiado" no próximo mês

VEJA MAIS

Vídeo comentário

Carlos Fávaro é uma confusão política ambulante

VEJA MAIS

ARTIGOS

Hospital Julio Müller

Por: ALFREDO MENEZES

Mudanças sim! Conformismo não!

Por: JUNIOR MACAGNAM

Truco

Por: EDUARDO PÓVOAS
VEJA MAIS

mais lidas

  1. Ladrões levam celulares e alianças de jogadores na Arena Pantanal
  2. Silval revela que 7 deputados fizeram extorsão por acordo na AL
  3. Concessionárias elevam preços, mesmo sem cumprir contratos
  4. Blairo Maggi anuncia nesta segunda-feira se vai ou não disputar eleições
  5. Ex-governador vira conselheiro e afirma: não compensa errar

ENQUETE

Se as eleições fossem hoje e Pedro Taques fosse candidato à reeleição, você votaria nele?
PARCIAL