25 de Fevereiro de 2018 | SOBRE ESTE BLOG
Terça-Feira, 12 de Setembro de 2017, 13h:41
Tamanho do texto A- A+

Política / GREVE DETRAN-MT

Taques afirma que cortará ponto de servidores em greve

Caso a greve seja considerada ilegal, o governador cortará ponto de grevistas e afirma que por meio de chantagem nada será feito
DA REDAÇÃO

 

Após servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) terem deflagrado greve nesta segunda-feira, por tempo indeterminado, o governador Pedro Taques (PSDB) afirmou que não negociará enquanto o movimento durar e que irá determinar o corte de ponto dos grevistas.

 

Todas as unidades do estado estão paralisadas e a categoria pede reajuste salarial que já não ocorre há seis anos. Ainda na segunda-feira (11) o governo se posicionou por nota lamentando que neste momento de crise, o Estado não tem condições de efetuar o reajuste. “Em meio à crise econômica que afeta as contas públicas em Mato Grosso, o Governo do Estado não tem condições, neste momento, de conceder novos aumentos ao salário dos servidores do Detran”, diz a nota.

 

Em entrevista a Rádio Mega FM, o governador afirmou que cortará o ponto dos grevistas, declarando que este não é o momento para pedir aumento de salários e que por meio de chantagem nada será feito. “Não negociamos com servidores em greve. Vamos determinar o corte de ponto se a greve for declarada ilegal. Não pode fazer chantagem para que nós, nesse momento de crise, possamos aumentar salários”, disse Taques.

 

O Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Estado de Magro Grosso (Sinetran-MT), afirmou que só irá se pronunciar caso a greve seja decretada ilegal.

 

(0) Comentário(s)

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

enviar comentário
Confira Também

caldeirão político

Morre cinegrafista da velha guarda da imprensa local

Prefeita de Sinop se afastará do cargo em março

Arthur Virgílio desiste das prévias e critica Alckmin

Toffoli entrega voto do "foro privilegiado" no próximo mês

VEJA MAIS

Vídeo comentário

Carlos Fávaro é uma confusão política ambulante

VEJA MAIS

ARTIGOS

Hospital Julio Müller

Por: ALFREDO MENEZES

Mudanças sim! Conformismo não!

Por: JUNIOR MACAGNAM

Truco

Por: EDUARDO PÓVOAS
VEJA MAIS

mais lidas

  1. Ladrões levam celulares e alianças de jogadores na Arena Pantanal
  2. Silval revela que 7 deputados fizeram extorsão por acordo na AL
  3. Concessionárias elevam preços, mesmo sem cumprir contratos
  4. Blairo Maggi anuncia nesta segunda-feira se vai ou não disputar eleições
  5. Ex-governador vira conselheiro e afirma: não compensa errar

ENQUETE

Se as eleições fossem hoje e Pedro Taques fosse candidato à reeleição, você votaria nele?
PARCIAL